TRATAMENTO DE ÁGUA PARA FINS DE POTABILIDADE

O tratamento de água para fins de potabilidade envolve a remoção de contaminantes da água bruta para produção de água pura, o suficiente para o consumo humano, sem nenhum risco a curto ou longo prazo de qualquer efeito adverso à saúde.

Em termos gerais, os maiores riscos microbianos estão associados à ingestão de água contaminada com fezes humanas ou animais (incluindo aves). As fezes podem ser uma fonte de bactérias patogênicas, vírus, protozoários e helmintos.

Os processos envolvidos na remoção dos contaminantes incluem processos físicos, como sedimentação e filtração , processos químicos , como desinfecção e coagulação, e processos biológicos, como filtragem lenta da areia .
As medidas tomadas para garantir a qualidade da água não se relacionam apenas ao tratamento da água, mas também ao seu transporte e distribuição após o tratamento. Portanto, é prática comum manter desinfetantes residuais na água tratada para matar a contaminação bacteriológica sobre controle.

As diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Portaria de Consolidação Nº 05 do Ministério da Saúde, são um conjunto geral de padrões que tem a finalidade de garantir que água fornecida ao consumidor final seja o mais pura possível para o consumo humano.

O objetivo do tratamento da água é o de remover todos os contaminantes que estão presentes na água, independentemente da fonte original, deixando-a completamente livre destes contaminantes e a tornando potável.

A Control Ambiental conta com uma equipe técnica especializada, devidamente treinada pelo programa de qualidade da empresa, prontos para fornecer soluções tecnológicas que garantam água pronta para o consumo humano, com baixo custo operacional.